Author Archive for Isabel Maia

17
Nov
11

Sobre o dia da Filosofia…

Aqui está a máxima que pedi aos meninos do 10ºB e do 10ºD para comentarem…força, filósofos!

«Há pessoas que veem as coisa como elas são e que perguntam a si mesmas:’Porquê?’ e há pessoas que sonham as coisas como elas jamais foram e se pergunta,:´Por que não?’».
(B. Shaw)

Anúncios
17
Nov
11

A Vida…

Foi a Raquel que sugeriu…está sempre atenta e não deixa o bloguezito falecer!!!
Obrigada, Raquel!!

29
Dez
10

As pequenas coisas…

Este é um vídeo mandado pala Sarah, uma ex-aluna minha, uma menina fantástica que me deixou muitas saudades!

06
Out
10

As larvas e as libelinhas

Deixo aqui este belo texto para os «meus pequenos filósofos» interpretarem…fico à espera!…
🙂

As larvas e as libelinhas
Era uma vez … as larvas da água e as libelinhas.
As larvas viviam felizes no lodo do rio mas ficavam muito tristes quando viam desaparecer as suas irmãs, trepando os caules dos nenúfares. Não sabiam explicar qual era o seu destino nem o que lhes sucedia.
Um dia fizeram um pacto: prometeram que se alguma delas sentisse vontade de subir, voltaria para contar porque tivera de partir. Mas, pouco tempo depois, a larva que sugeriu este plano, quase sem se dar conta, começou a trepar o caule do nenúfar.
E subiu até que chegou à superfície da água. Exausta, adormeceu sobre as folhas do nenúfar. Quando acordou ficou espantada! O seu corpo tinha umas belas asas… ela transformara-se numa libelinha que podia voar em liberdade.
Lembrando-se da promessa que fizera, tentou, em vão, mergulhar na água.
“Não posso regressar”, disse consternada.
“Ainda que conseguisse chegar junto das minhas irmãs, elas não me reconheceriam. Terei de esperar até que elas se transformem também em libelinhas. Então, compreenderão o que se passou e para onde é que eu fui”.

27
Set
10

Porque a música…

…é um elo universal…
Fica aqui, para servir de aperitivo, umas das muitas belas músicas de uma não menos fantástica banda – AnathemaOne Last Goodbye…uma música que fala da perda, do amor, da nossa Vida e daquilo que nos une muito para além do que é visível.
(uma inspiração para a aula de 4ª feira…)

24
Set
10

Para quem chega agora à Filosofia…

(este é um post de boas-vindas aos alunos do 10ºano…dirijo-me em paticular aos “meus”, 10ºA, mas é dedicado a todos)
Pensar é um desafio. É algo que, em determinadas circunstâncias, apenas parece complicar-nos a vida e rodear-nos de problemas em relação aos quais nos julgávamos imunes, ou dos quais nos considerávamos distantes. Mas se virmos bem, tudo isso já lá estava…esses problemas sempre existiram, já nos rodeavam, nos cercavam, mas apenas eram “invisíveis” para nós. SEMPRE lá estiveram. Pensar, reflectir efectivamente sobre as coisas, lança-nos numa espécie de viagem sem retorno. Não mais ficamos os mesmos. Não mais retornamos aos espaços habituais. Ficamos diferentes. Ficamos, sobretudo, mais conscientes, melhores seres humanos.
Depois de mergulhar nessa aventura que é pensar, tudo aquilo que tínhamos como certo, como evidente, sob o nosso controlo, deixa de o ser. O curioso é que isso não nos entristece!!!! Muito pelo contrário, sentimo-nos mais vivos do que nunca, mais dispostos a lutar por aquilo em que acreditamos, com uma visão mais ampla e mais humana das coisas e do mundo.
Pensar abre-nos perspectivas imensas e confere-nos a possibilidade de decidir.
Pensar, devolve-nos as asas que sempre tivémos, mas não sabíamos possuir, ou não sabíamos como usar.
Como em todas as aventuras, há obstáculos, imprevistos, momentos difíceis. Mas também, como em todas as aventuras, algo de inesquecível se constrói e algo muda definitivamente.

17
Jul
10

Muito obrigada, 11ºB!

Nada acontece por acaso…é verdade, ou melhor, não há acaso…o “acaso” é apenas a ordem que desconhecemos. As Leis Cósmicas juntaram-nos há dois anos. E depois destes dois anos não se fica igual. Vocês, 11ºB, são mesmo únicos. Fiquei muito surpreendida com o vosso gesto de ontem…aquela almofada tem inscritos momentos únicos, pessoas únicas, mensagens únicas. O vídeo está fantástico e confesso que dá uma enorme saudade…fico angustiada só de saber que não vão estar a entrar pelas minhas aulas adentro e que vou ter de conhecer criaturas novas. Já estava tãããããao habituada a todos…acho que já conseguia adivinhar um sorriso, ler um pensamento e vocês já sabiam ler os meus olhares, ou os meus gestos. Mas crescer é isso. E temos de deixar voar aqueles a quem amamos…espero ter-vos ajudado a lidar com as vossas asas…como “professora-galinha” que sou, vou ficar toda orgulhosa de vos ver voar sozinhos (Sara Pardilhó, é claro que o apoio a Filosofia está sempre em aberto…heheheheh) e vou andar a saber o que os meninos andarão a fazer no próximo ano!!! eeheheh..Pois, eu tenho os meus contactos e vou andar à coca!!! ehehehhe
Um muito obrigada do fundo do meu coração!
Agora é altura de gozarem as férias, esquecerem os exames e vida nova!!!!